26 de ago de 2014

Poesia de Lucélia Gomes - Só pra variar


SÓ PRA VARIAR

Quis traçar versos diferentes
daqueles que de momento 
faz arrepiar a espinha
tira o fôlego
de causar nervoso só de pensar
Resolvi fantasiar um pouco
aliviar o tormento
abrir as cortinas
misturas de rimas
só pra embolar
Essa foi a intensão
mexer com o coração
fazer- lo gargalhar
Então, só pra variar
coloquei pra fora
o meu instinto poético
fiz duas retas e me joguei 
mas antes pesquei 
um sentimento gostoso
que mexeu meu corpo todo 
o meu ser por dentro
não sei porque
embarquei na sensação
esmiucei a sina de escritor
no mais alto grau do amor
colhi o orvalho e o néctar da flor
E fiz um poema que encena
o meu ato de dor
o meu dilema...

Lucélia Gomes

Nenhum comentário: