11 de ago de 2012

Poesia de Beto Acioli


SAUDADES

Sofro sem sentir-te, suave sabor
Ausência angustia abatendo a alma
Universo ufano, união urgente
Declaro-me derratidamente, desmedidamente
Amar-te-ei, amanhecer-te-ei, anoitecer-te-ei
Desejando dias diferentes, dignos de deleites
Espero enfim, encontrar-te e extasiar-me-ei
Sobra-me só solidão, sãs saudades somente.

Beto Acioli

Nenhum comentário: