6 de jul de 2012


MONOLOGO

Ontem, vivi um sonho extraordinário,
inigualável, a outro sonho qualquer.
Monologava com o meu coração.
E, ele, sempre atento,
Mas, sabendo de antemão,
Tudo o que eu recordava,
Pacientemente, me ouvia,
Prestando toda a atenção.
E, relembrei-lhe o passado,
As alegrias infindas,
Balançando as tristezas inevitáveis,
Os desejos ainda não consumados,
Que se irão realizar.
Com o seu constante e monótono pulsar,
O meu coração foi, e será sempre um grande amigo,
Um mudo confidente,
Sempre presente,
Em todas as situações,
Aceitando tudo o que digo.
Ha muitos, muitos anos atrás,
Nascemos, juntos, um dia,
E, tornamo-nos, inseparáveis companheiros,
Nesta labuta, neste meu modo de viver.
Mas, o que ha de mais certo,
E que nunca o abandonarei,
Pois me alegra saber,
Que nesse final dia,
Esteja ele, bem longe, ou bem perto,
Iremos, juntos, morrer.
CUCA GUIDA
19/6/12

Nenhum comentário: