2 de ago de 2011

Poesia de Lucélia Gomes


SEMENTES


Das sementes que a vida dá
Decerto, semeiam sentimentos
Dos sonhos saem os pensamentos
Do coração a faz transbordar

Semeando as grandes paixões
Pequenas porções, que se aliam
No solo, o cultivo que criam
A beleza refletida e em telões

Vem inspiração, ritual de gestos
No nascer de manifestos
Resgatando o ato de bravura

Do grão que a terra apura
Deixando vingar a semente
E fazê-lo viver livremente

  
Lucélia Gomes - Paulista /PE
Soneto da Coletânea do livro
100 SONETOS PERNAMBUCANOS VOL.01
Editora Babecco

Nenhum comentário: