23 de dez de 2018

Poesia de Giselda Pereira Chegou Natal



CHEGOU O NATAL

O fim do ano chegou
Trazendo muita alegria
Muita paz, prosperidade
E uma grande harmonia

Celebremos o Natal
Agradecendo a Jesus
Pela família que temos
E um caminho de luz

Na árvore de Natal
Coloque belos presentes
Que estão no coração
Deixando todos contentes

São eles Paz e Amor
Carinho e proteção
Saúde e muita vida
E também a gratidão

Vamos lembrar o Natal
Em nossa casa rezar
Pedindo ao menino DEUS
Para nos abençoar...

 Um Feliz Natal e um Ano Novo
carregadinho de Esperanças


Giselda e família
11/12/2018

20 de dez de 2018

Poesia de Joana D'arc



Fonte - http://www.olhardireto.com.br

Que o natal seja pra todos
Cheio de paz e união
Cheio da presença de Deus
Cheio de confraternização
Cheio de fartura
E abraço entre os irmãos.

Joana D´arc


8 de dez de 2018

Aviso



Apenas as atividades da SPVO (Reuniões e Saraus). 

A atualização do blog continua funcionando normalmente. Então quem tiver poesias para enviar pode enviar. 

O e-mail é: spvo.pe@gmail.com

Poesia de Giselda Pereira - Maratonista

Fonte - http://esportesemdebates.blogspot.com


                    M aratonista queria ser
                    A  rdúos treinos enfrentou
                    R enunciando a tanta coisa
                    A  força não lhe faltou
                    T inha frio ou sentia calor
                    O que sentia não importava
                    N ada lhe intimidou
                    I mersa nos objetivos
                    S uas pernas dominava
                    T ranquila e determinada
                    A linha de chegada cruzou


Giselda Pereira
( A minha filha Fátima Pereira com carinho)

Poesia de Giselda Pereira


Fonte - animagrafia.blogspot.com

Lua com seu prateado

Tão poderosa e formosa
Numa noite gloriosa
Deixa o sol estonteado 
Pois é ele o seu amado 
Bela igual uma flor
Deixa a noite com frescor
Lua se olhando no espelho 
Se vestindo de vermelho 
Para agradar seu amor


Mote e glosa de

Giselda Pereira


22 de nov de 2018

Convite - Confraternização SPVO


Poesia de Giselda Pereira - Poetisa e cordelista mas também compositora



Poetisa e cordelista
Mas também compositora

É essa mulher incrível
Que se chama Madalena
Um verdadeiro poema
Em Olinda , tradição
Usa a metrificação
É simples e benfeitora
Na vida ela é doutora
Uma verdadeira artista
Poetisa e cordelista
Mas também compositora

Mote e glosa de
Giselda Pereira

11 de nov de 2018

CONVITE - Sarau da Biblioteca Pública de Olinda


Poesia de Joana D'arc



Fote - Site www.clickguarulhos.com.br

Um abraço com calor
Um sorriso com amor
Uma palavra com carinho
Delicada como a flor
Um ajudando o outro
Reconhecendo seu valor
Tudo isso
Agrada ao Criador.


Autora: Joana D´arc

Poesia de Giselda Camilo - Poesia


Poesia 

Basta um olhar apurado
E lá está ela, (a)mostrando-se
Bela mesmo que triste
Formosa mesmo que deficiente
Glamorosa mesmo que simples
Ela se mostra perfeita
Em toda a Natureza
Contagiando, expondo magia
Na paisagem, no homem
Animais, terra, 
Fogo, água e ar
Com ou sem drama, 
Com ou sem dilema
Ela se esvai do poeta
Em forma de poema
Ela é registrada no click
Da câmera,  esplêndida
Salta das mãos do artista
Em diversas formas
E não dá para descartar
Nenhuma forma
Dessa harmonia
Dessa poesia
Que contagia!

Giselda Camilo 
31/10/2018

Viva a poesia!

Poesia de Iracema da Fonseca - O encontro da vida


Fonte - Site osegredo.com.br

O ENCANTO DA VIDA



O encanto  da vida nasce 

Nasce de palavras silenciosas
que  tudo expressa,
Nasce de um  lento alento do calor
das grandes paixão,
Nasce de um caminho torto 
abrigado de lembranças,
Nasce de um sorriso inesperado,que faz ecos
de felicidade,
Nasce de uma vida a ser enlaçada à outra,
Nasce de  estranhos pensamentos distraído ,
Nasce do encanto no encontros  de entregas
dos  eternos apaixonados...
Também nasce  de um abraço nu,
todo amassado,
Nasce do  sabor de um beijo 
atrapalhado e molhado,
Então permita-se viver,abraçar,beijar
rir,sonhar amar e se apaixonar muitas vezes...
...porque a vida não te esquece e 
te  amanhece sempre... 



Iracema da Fonseca (Cema)



30 de out de 2018

Homenagem ao Dia do Livro Nacional (29/10)



COM A LEITURA EU CONSIGO SER INCLUÍDA NO MUNDO*

Fonte - Site Pngtree



Pra frequentar uma escola
Passei grande privação
Doía no coração
Não ter lanche nem sacola
Cheguei a pedir esmola
Num sofrimento profundo
Me equilíbrio, não afundo
E pra todo mundo eu digo
Com a leitura eu consigo
Ser incluída no mundo

Madalena Castro

______


Desde criança se pode

Com os livros viajar
Histórias imaginar
As vogais e consoantes
Formando textos brilhantes
Conhecimento aprofundo
Ideias vem num segundo
Estudando eu prossigo
Com a leitura consigo
Ser incluído no mundo

Giselda Pereira





*Mote de Madalena Castro