19 de ago de 2016

Poesia de João Diogo - Partem aves aos bandos


Partem aves aos bandos


Eu sei
Que há muitas
Aves migratórias!
Como sei
Que em bandos,
Partem bem unidas...
Sei também
Que a aventura,
Fugaz e transitória;
Faz regressar os bandos,
Como sempre bem vindos.
Eu sei que a rotina,
É fruto da migração alada!
Que anualmente
Partilham,
Com a sua ausência!
Assim como também sei...
Que a área delas
É demarcada,
Pela natureza,
Que ao local
Dão a sua preferência.
É a emancipação das aves
Agrupadas...
Em sucessivas mutações
Aclimatadas!
A se interligarem
Enquanto ativas.
Porquanto juntas,
No seu vai e vem...
As aves deambulam,
Com a ligeirza
Que lhes advém,
Da orientação,
Instintivamente
Coletiva.

João Diogo



Recife, 05 agosto de 2016

Nenhum comentário: