28 de jan de 2015

Poesia de João Diego - Maré Alta


MARÉ ALTA

Maré Alta!
Ressaca da Natureza,
Qual sintonia
Á estação outonal!
Águas turvas
A bracejar rudeza,
Ante Mar  bravo,
Em dia de vendaval.


Espetaculares
Enquanto agitadas!
As ondas em cachão
Acabam por encantar...!
Espumosas
Branqueadas...
Vindas do Mar.


No se vai-vem constante;
As marés altas
São o resultante:
Das longas chuvas
Sobre o Mar.

Elas que vem
Com força tamanha,
Parece até montanha!
Sobre as rochas
A desabar...

João Diego

Nenhum comentário: