21 de abr de 2013

Poesia de Mauro de Souza - Figuras de Você


Figuras de você

Escuto as vozes no rádio
Enquanto a chuva cai
Não assimilo o que falam
pois na minha mente esta a sua figura


Pensamentos emaranhados 
Paranoia! não por favor
A vida agora esta cada vez mais dura
não há alívio, não há doçura


A onde passo, a onde olho 
Só enxergo a tua figura
Castigo, tortura, amargura
A noite, de dia, no sol, na chuva


Fotos, videos, a alegria
Agora se equilibrando
Na ponta do precipício
Não quero que ela caia, pois não iria sobreviver

Pois a cada instante
Em todos os lugares
O que consigo enxergar
São apenas figuras de você


Vejo o dia passar
E a noite aparecer
Continuo preso nos meus pensamentos
Enxergando apenas figuras de você.   

Um comentário:

Prof. Andrade disse...

CARO POETA, SEU TRABALHO É BOM. EU GOSTEI, É INSPIRADO.