26 de dez de 2012

Poesia de Margarida Alves - Não consigo


NÃO CONSIGO

NÃO CONSIGO DIZER O QUE PENSO
QUANDO MOMENTO É DE CALAR
E ASSIM ESCUTAR O SILÊNCIO

NÃO CONSIGO SEGUIR EM FRENTE
DEIXANDO PARA TRÁS O QUE ME MARCOU
POIS SÃO AS MOTIVAÇÕES PARA SEGUIR EM FRENTE
LEVANDO COMIGO O QUE DE MELHOR VIVI

NÃO CONSIGO NÃO SORRIR PARA UM AMIGO
QUANDO ESTÁ VINDO EM MINHA DIREÇÃO
E COM UM FORTE ABRAÇO O APERTAR
FAZENDO- O SENTIR AS BATIDAS
CONSTANTES E SEMELHANTES
DOS NOSSOS CORAÇÕES.

MARGARIDA ALVES

Nenhum comentário: