1 de dez de 2012

Poesia de Luis Eduardo Garcia Aguiar - Olinda



OLINDA


Olinda mira Recife do alto
como se estivesse a admirá-lo.
Suas ladeiras íngremes
nos levam ao tempo,
contam-nos histórias de antanho.
Casario vetusto, porém conservado,
galeria nobre de artistas diversificados.
Mar prateado em noite de lua cheia,
águas mornas em dia ensolarado. 

Luis Eduardo Garcia Aguiar

Um comentário:

charrua.blogspot.com disse...

Do Livro Derramando Versos

ISBN 978-85-62883-60-6