12 de ago de 2012

Poesia de Taciana Oliveira




ÁRVORE DE OUTONO


No céu
de
Recife
Deus
sabe
o que
não
faz

Em
linhas
retas
os azulejos
brilham
ao
meio-dia
dia

Cada
cusparada
é
uma
vírgula

A engenharia
agradece,
o
outono
avisa;

Árvores não florescem na brita

Taciana Oliveira

Nenhum comentário: