6 de jul de 2012

Poesia de Selma Ratis

Paulista conhece bronzeado?

Quero louvar , aplaudir
O poeta flautista
Natural de Paulista
Edvaldo Bronzeado.
Entre seus poemas:A Doceira
Osteoporose e Discurso Azul
São clássicos lidos
Nos salões, nas praças, nas feiras.
Autor de três livros:
Sacola de poesia
Membi-flauta de Osso
E A Mão e a Pedra.
Deixa os leitores
Cheios de alegria.
É incansável na luta
Na conquista.
Bronzeado, você
É, sem dúvida, um orgulho
Para Paulista.

Selma Ratis

Nenhum comentário: