14 de fev de 2012

Poesia de Madalena Castro



FREVAR EM OLINDA

Eu vou frevar em Olinda
Cidade que faz sonhar
Pelas ladeiras de Olinda
Ninguém vai me segurar

Começo no Varadouro
Depois eu subo a ladeira
Vou frevar com alegria
No Mercado da Ribeira

Nos Quatro Cantos, no Amparo
Também no Alto da Sé
Eu vou frevar bonitinho
Frevar na ponta do pé

E quando estiver cansado
Na praia vou me banhar
Depois eu caio no frevo
Até o frevo parar

Madalena Castro

Nenhum comentário: