20 de dez de 2011

Poesia de Socorro Miranda


Natal


Em um dia
Não se sabe, exatamente, quando
Um especial menino
Nasceu
Trouxe ao mundo
Esperança e contentamento
Tempos depois
Esse tão sublime momento
Em Assis foi eternizado
O Presépio, o Pastoril, o Bumba-meu-boi
Tudo se revela a contento
Na hora que vamos festejar
Que belo ver o povo brincando
Com alegria, o menino Deus, saudar
Fazer nascer, em cada coração
A paz bendita
Que o menino veio nos mostrar
Espírito de Natal
Luzes de Natal
Compras de Natal
Papai Noel
E nosso menino, onde está?
Quietinho, em sua manjedoura,
Sempre, sempre, a nos esperar.

Socorro Miranda

2 comentários:

Regina disse...

Passei para desejar que seu novo ano seja bonito e poético. Com um abraço
Regina
www.livroerrante.blogspot.com

José María Souza Costa disse...

Parabens, pelo poema.

CONVITE

Primeiro, eu vim ler o seu blogue.
Agora, estou lhe convidando a visitar o meu, e se possivel seguirmos juntos por eles. O meu blogue, é muito simples. Mas, leve e dinamico. Palpitamos sobre quase tudo, diversificamos as idéias. Mas, o que vale mesmo, é a amizade que fizermos.
Estarei grato, esperando VOCÊ, lá.
Abraços do
http://josemariacostaescreveu.blogspot.com