6 de dez de 2011

Poesia de Francisco Monteiro



SE NÃO TE VEJO

Se não te vejo, eu fico louco de desejo
Se não te vejo, eu até choro sem razão
Sonhando com o gosto doce do teu beijo
Delirando no prazer dessa paixão

O nó dos olhos desata em mim a chorar
A minha calma se perde nessa imensidão
Da dura ausência, (Onde você está?)
É uma grande, infinita desesperação

É um troço chato no peito a machucar
É o suar frio, o tremular das minhas mãos
É um buscar louco e nunca, nunca te achar
Se não te vejo, eu morro dessa solidão

São meus olhos querendo saber do teu paradeiro
É a minha cuca em constante confusão
Se não te vejo, eu louco passo o dia inteiro
Sem fome, sem sono e sem noção

É um querer imenso, um chorar de saudade
Quase em silêncio eu choro à luz d’um lampião
É uma dor que quase me mata de verdade
É a mão pesada da saudade machucando o coração!

Francisco Monteiro

Nenhum comentário: