6 de dez de 2011

Poesia de Alzira Paiva Tavares


Amor Limado*
Nas noites de devaneios
chega-me um som
que molda a beleza
sussurrante e livre!
Desliza pelo ar,
e imperioso,me abraça.
O trompete americano
explode os corações.
No seu negrume.
E no acalorado movimento
o jazz desnuda-me
na rasura
de um amor limado
que por terra jaz.
                        
 
Alzira Paiva Tavares
Olinda 01/08/2011

Nenhum comentário: