20 de nov de 2011

Poesia de Valter Fernandes



AMOR SEM FRONTEIRA

Renata e Cristina beijavam-se
Em plena luz do dia
Era um beijo de língua
Um beijo ardente
Um beijo quente
Um beijo colado
Molhado
Safado...
Beijo que quebra tabu
Corpos iguais se repelem
Agora se atraem...
Em busca da sensibilidade
Da sensualidade
De um amor indolor
De um amor verdadeiro
De amar por amor...
Renata e Cristina
Assim como Pedro e Ricardo
Desafiam a sociedade
Desafiam a igreja
Desafiam a natureza
Em nome de Eros
Em nome do amor

Valter Fernandes

Nenhum comentário: