1 de nov de 2011

Poesia de Valmir Viana


POEMA


O curso final
da onda é a pedra
em formação.


*********************************

Verso que pinto,
no calmo papel mora
as margens de um rio.


********************************

Homilia de luz
sublime sabedoria,
pousam na alma.


********************************

Um adeus passa,
entre olhares fixo
na mão do agora.


********************************

Vento de curvas
há indicar flores,
são leves sementes.


*******************************

A força do mar
nas ondas do verso
declara uma pluma.


*******************************

Canta a brisa
um céu solidário,
as margens de si.


******************************

Na luva há mão
contida pela forma
descansa em paz.


******************************

Um olhar de luz
entre nuvem cobre,
estrelas ausentes.


******************************

Semente da flor
ergue cores suaves,
ao mapa o belo.


******************************

Valmir Viana
Poeta


Nenhum comentário: