14 de out de 2011

Poesia de Eduardo Ponciono


LUZ IMORTAL

Tua voz, teu olhar, teu ar dolente
Tua delicadeza ideal revela
E, de sonhos e lágrimas
Estrela do meu ser, comovido e penitente

Oh! Alma, oh! minha alma
Meu abrigo, meu sol e minha sombra peregrina
Luz imortal que o mundo ilumina
Do velho sonho a fiel amiga

Tu que es a deusa, a deusa invulnerável
Resistes a tudo e ficas formidável
No silêncio das noites estreladas

Eduardo Poncione da Silva

Nenhum comentário: