15 de ago de 2011

Poesia de Mauro de Souza


Guerreiro

Olhando para a lua
O guerreiro descansa
Sem conforto e regalias.

Conversando com Deus, perguntando
Quando chegará o seu dia
Noites de frio, humilhações
Vida vazia.

O solitário tem solidariedade
Mais só a Fé é sua companheira de verdade
Só pela sua dor
Já deveria ser merecedor de ser vencedor.

Mas ainda existe aquele velho problema de cor
Oh senhor! Abençoe esse verdadeiro guerreiro
Esse herói que não é matreiro
A sua bondade e coragem o torna diferente
Dessas pessoas hipócritas e impiedosas.

Mauro de Souza

Nenhum comentário: