12 de ago de 2011

Poesia de Mauro de Souza


Sabá

O tempo aperfeiçoa cada vez mais as máquinas
O tempo enfraquece cada vez mais
Os braços e as pernas fortes.

O próprio homem fortalece cada vez mais as máquinas
E enfraquece cada vez mais seus semelhantes
É o progresso, o olhar adiante
Sol e chuva, homens de aço, vida dura
As máquinas avançam, os homens descansam.

A raça humana destrói as esperanças
Distorcendo também o futuro das crianças
Arredias a esta situação por culpa das máquinas?

Não, não se engane não
O homem e sua busca pela perfeição
Se esquecendo do amor pelos seus semelhantes
Será que esta em extinção?

Capitalismo, evolução
Famílias com muita fome
Homens criando máquinas
Máquinas criando fome
Para outros homens.

Vocês ainda tem alguma chance
Homem versus máquina
Homem versus homem.

Mauro de Souza

Nenhum comentário: