2 de ago de 2011

Poesia de Luciene Gomes


MAR


Oh! Mar que as ondas alimentam
A alvorada que ostentas esplendor
No coração bate forte o amor
Por caminhos que muitos enfrentam

Da ciência que a vida ensina
O enigma há quem possa decifrar
Dos segredos tenho medo de falar
Do viver a esperança me fascina

A tela que o pintor determina
As nuvens por trás da colina
O mar que inspira a gravura

Encantos que a vista fulgura
Serenatas de amor e ternura
As águas que o vento confina

 
Luciene Gomes - “Luca . bg” - Paulista /PE.
Soneto da Coletânea do livro
100 SONETOS PERNAMBUCANOS VOL.01
Editora Babecco

Nenhum comentário: