24 de ago de 2011

Poesia de José Calvino

 
Catraia do Capibaribe
 
Ouço aquele rio,
estou cantando,
está na memória,
estou vendo,
está poluído.
O rio corria,
estou olhando,
nem olhas,
(corria)
Paisagem triste,
queres ver?
Capibaribe.
São turistas?
Capaz, quem sabe?
(da catraia)
Sentia-se um mau odor.
Cá, pra nós,
que dor!

Nenhum comentário: