6 de jul de 2011

Poesia de Ítala Caminha



O BOTÃO QUE BROTOU

Eu sou a semente
que brotou na cidade do Monteiro
Desabrochando do amor,
entre os lírios de um jardim florido.

Monteiro, sai muito criança,
onde não retornei
Mas tenho muita esperança
de um dia voltar, a te abraçar...

Entre saudades desta terra
onde as pessoas são tão sentimentais!
Monteiro!
Tens a sensibilidade do pôr-do-sol,
e o perfume das rosas,
que exalam do seu jardim.

Ah! Monteiro, cidade linda!
Berço do meu nascimento,
Te quero! Te Amo!
Onde existe tantos jardins floridos
pássaros a voar...
Me orgulho de ser tua filha:
Oh, cidade sem igual!

ÍTALA A. CAMINHA
Este poema fiz em homenagem a cidade de Monteiro no Estado da Paraíba onde eu nasci.

Nenhum comentário: