26 de jun de 2009

Nonato de Magalhães

SONHAR!

O sono alçou vôo e fugiu. O pensamento vôo invadindo o coração no sombrio labirinto inerte da alma em triste êxtase.
Escuta o balanço das águas agitadas no oceano da vida em efervescência de sentimentos, de emoções.
Perpassando o vento uiva na melancolia de sua arrasadora luta inebriante de saudade congelante, numa fulminante apoplexia sucumbe, a alma pressurosa na plataforma, em verossímil ritmo, murmurando, pode aguardar no desjejum das aspirações a transfiguração do amor efervescente.
Caminhemos pelas estradas luminosas da existência terráquea neste mundo de gigantesca proporção.

Amemo-nos!!!
Recife, 08 de junho de 2009.

Nenhum comentário: