26 de mar de 2009

POESIA DE LYGIA BOUDOUX


Estão destruindo a mata
O homem mata
Abaporu
Gavião de rapina
Esquece que se mata
Perde a mata
Mata o mato
Sobra nada
Babau

...

Nenhum comentário: