29 de jul de 2008

Poesia de Ítala Caminha

Dai-me um motivo para eu ser feliz: neste mundo...

Dai-me um motivo, para que eu possa acreditar na vida:
E ser feliz;
Vivendo num mundo totalmente conturbado

Dai-me um motivo de eu ter nascido neste mundo;
Onde o amor fraternal está desaparecendo e o egoísmo ocupando o seu lugar;
E a violência crescendo mais e mais...

Dai-me um motivo eu viver sorrindo;
Neste mundo
Onde se mata por dia tantas pessoas;
E crianças abandonadas na rua, virando marginais
E outros prostituindo-se.

Dai-me um motivo para eu voltar;
A escrever poemas de amor, neste mundo;
Onde o romantismo virou um robô ...

Dai-me um motivo para ser alegre, neste mundo;
Onde existe tantos jovens e adultos se drogando...

Dai-me mais um motivo para eu ter forças de continuar
Vivendo neste mundo onde o “homem” coloca o “sexo”
Com seus extintos bestiais ... em primeiro lugar;
Fazendo a “mulher” um objeto das suas fantasias.

Daí-me pela última vez, um motivo,
De eu ter nascido do mundo,
Onde quase não existe um amigo fiel
Para confiramos
Mas sim possar haver “um homem” que tenha sentimento,
Carinho, amizade e emoção espiritual:

Se você puder provar tudo isto a mim;
Que é minha ilusão o que escrevi.
Aí sim, eu terei um motivo de ser feliz
Realmente neste mundo!

Ítala Caminha
Escritora / Acadêmica

Nenhum comentário: